Dica: 12 Homens e uma Sentença

  • Luiz Rosa

Como já dizia Jim Carrey no incrível filme de 1998, O Show de Truman, "bom dia, boa tarde e boa noite" para quem estiver lendo. Meu nome é Luiz Rosa e esse é meu primeiro texto aqui na coluna da Jovem Pan. Gostaria de agradecer à rádio pelo espaço e pela confiança.

Desde de pequeno, eu sempre me interessei por qualquer produto audiovisual, que estivesse ao meu alcance, dos desenhos do Cartoon Network, pelos filmes Hollywodianos e até os mais sérios do tal "cinema arte", se é que podemos assim dizer. Porém, eu tinha muita dificuldade com os filmes mais antigos, especialmente em preto e branco. Pois o cinema é um fluxo de atenção e distração que eu logo percebi não ser o único com problemas em manter o foco com filmes mais velhos, algo que até abordei em meu mestrado anos depois. É por esta razão que eu trago o filme de hoje.

12 Homens e uma Sentença, de 1957, dirigido pelo incrível Sidney Lumet é um filme, que na minha opinião, eu conheci demasiadamente tarde. Praticamente inteiro encenado em um único ambiente e com 12 homens de temperamentos e opiniões divergentes discutindo calorosamente sobre aplicar ou não a pena de morte a um rapaz de 18 anos acusado de assassinar o próprio pai, a primeira vista este não parece ser um filme "fácil" de assistir. Porém, as aparências não poderiam ser mais equivocadas.

Com uma atuação estelar de todo o elenco, especialmente Henry Fonda, o ator principal, e Lee J. Cobb, o antagonista, o filme se torna uma experiência cinematográfica como poucas outras. Das interpretações magnéticas aos diálogos intensos e extremamente bem escritos o filme se mantém contemporâneo, especialmente nestes tempos de polarização. Atualmente em 5º lugar no ranking do IMDB dos 250 melhores filmes de todos os tempos, 12 Homens e uma Sentença é minha primeira dica para uma experiência agradável assistindo filmes antigos.

Para quem quiser mais opções eu sugiro os filmes do grande mestre Billy Wilder, que em breve pretendo comentar sobre aqui na coluna. Espero que tenham curtido nossa primeira coluna, deixem a opinião de vocês nos comentários e até a próxima pessoal.