Maioria dos vereadores declaram apoio à continuidade de Markinho Souza como presidente da Câmara

  • Jamile Diniz

Na tarde desta quarta-feira (17), nove vereadores emitiram uma carta aberta em que reconhecem a legitimidade da presidência de Markinho Souza na Câmara. O número já garante maioria na Casa Legislativa, que é composta por 17 vereadores.

A carta contraria o posicionamento dos legisladores Coronel Meira e Eduardo Borgo, que, na segunda-feira (15) haviam protocolado um pedido para que novas eleições ocorressem. Os vereadores que assinaram o documento, por sua vez, são: Pastor Edson Miguel, Pastor Bira, Estela Almagro, Beto Móveis, Carlinhos do PS, Junior Rodrigues, Marcelo Afonso e Serginho Brum. Na carta, o grupo pontua que os cargos da Mesa Diretora foram eleitos de maneira democrática e regimental, logo, a eleição deve ocorrer para definir apenas quem ocupará o cargo de vice-presidente, que era de Markinho.

Markinho assumiu o comando da Câmara na semana passada, após o então presidente, Ricardo Kbelo, perder seu mandato durante o reprocessamento dos votos das eleições municipais.

*Revisado por Alexandre Pittoli