Justiça determina locais distintos para grupos antagônicos em manifestações de domingo

  • Lucca Willians

Apoiadores do Governo Federal vão ficar na Av. Paulista, enquanto outros manifestantes devem se reunir em regiões diferentes na capital (Foto: Divulgação | Governo do Estado de São Paulo)

O TJ-SP (Tribunal de Justiça de São Paulo) decidiu que as manifestações previstas para domingo (21) ocorram em locais diferentes na capital. Grupos de apoio ao Governo Federal vão ocupar a Avenida Paulista. Já os demais manifestantes deverão se reunir em outras regiões, que deverão ser indicadas previamente à Polícia Militar.

A decisão do Juiz Randolfo Ferraz de Campos, da 14ª Vara da Fazenda Pública foi divulgada nesta sexta (19). Nos finais de semana subsequentes, haverá revezamento da ocupação da Avenida Paulista pelos grupos antagônicos.

Em todos os casos, as manifestações terão que ser comunicadas com antecedência à PM. Os grupos também estão proibidos de se dirigir a locais em que manifestantes contrários estiverem autorizados a permanecer pela Justiça e pelas forças de segurança.

A Justiça atendeu a pedido apresentado pelo Governo de São Paulo, com o objetivo de garantir o direito democrático de liberdade de expressão a todos sem o risco de atos violentos. No dia 31 de maio, grupos a favor e contra o Governo Federal se encontraram na Avenida Paulista, o que culminou em confronto entre manifestantes antagonistas e depredação de patrimônio.