CoronaVida informatiza entrega de cestas básicas para famílias em condições de vulnerabilidade

  • Lucca Willians

A partir desta semana, as entregas das cestas básicas da Campanha CoronaVida, que é uma parceria da Prefeitura de Bauru, por meio do Fundo Social de Solidariedade e Ministério Público do Estado de São Paulo, serão mais rápidas uma vez que foi desenvolvido um programa para agilizar a compilação dos dados.

O programa foi desenvolvido pelo setor de Tecnologia da Informação da Prefeitura para agilizar o cadastro das famílias e não permitir a duplicidade de nomes, garantindo mais agilidade na distribuição das cestas.

Nesta terça-feira, 28, o coordenador social do Conselho de Crise, Airton Martinez, esteve reunido com o Promotor da Saúde Pública de Bauru, Enilson Komono, para acertar detalhes das entregas das cestas, que são feitas por voluntários da ONG SOS Global, e o contato com as entidades assistenciais e associações de bairros.

“Entraremos em contato com as entidades assistenciais e associações de bairros para nos ajudar nestes processos. Quero agradecer o empenho dos voluntários da ONG SOS Global, que vem entregando as cestas básicas, dia e noite, à Sebes e a Fundo Social de Solidariedade, que realizou a compilação dos dados das famílias”, destaca Airton.

Estão cadastradas 6.380 famílias em condições de vulnerabilidade social junto à Prefeitura. Destas, 2.700 famílias receberam as cestas desde o início da Campanha em 19 de março.

Paralelamente à Campanha, a Sebes também entregou 2.835 cestas básicas para as famílias.

A Secretaria de Educação também está adquirindo 6.500 cestas para serem entregues, no próximo mês, para as famílias das crianças matriculadas na rede municipal e estadual de ensino e que estejam cadastradas no Programa Bolsa Família.