Região de Bauru retrocede para faixa laranja no Plano São Paulo

  • Welinton Barros

Medida foi divulgada pelo governo estadual nesta quarta-feira (10) e começa a valer na próxima segunda-feira (15) (Foto: Divulgação | Governo de SP)

O Governo de São Paulo anunciou na tarde desta quarta-feira, que a região de Bauru retrocedeu para a faixa laranja no "Plano São Paulo", que adota medidas específicas de flexibilização por região de acordo com os índices de contaminação da Covid-19.

Desde o início do plano de flexibilização o Governo de São Paulo adotou quatro fases de abertura da economia levando em consideração os dados do Sistema de Monitoramento Inteligente (SMI). Segundo o governo, o acompanhamento da economia pela ótica regional e setorial permite a avaliação dos impactos econômicos estimado das ações de gestão das medidas restritivas e medidas de estímulo econômico e/ou de retomada da atividade econômicas.

Nesta quarta-feira (10), o governo anunciou que a região de Bauru – que anteriormente estava na fase amarela do plano (fase 2) -, retrocedeu para a faixa laranja (fase 1), que contém restrições maiores em relação ao funcionamento de atividades econômicas. A nova fase começa a valer a partir da próxima segunda-feira (15).

A faixa laranja prevê, por exemplo, horário reduzido de funcionamento de shoppings centers, das 6 horas atuais, para 4 horas seguidas. Prevê também capacidade reduzida de fluxo de consumidores nesses locais. O horário de atendimento do comércio e serviços também deve ser reduzido para quatro horas.

Bares, restaurantes, salões de beleza e barbearias, além de academias, clubes e outros locais que possam gerar aglomerações terão as atividades suspensas novamente.

A Prefeitura de Bauru emitiu nota informando que seguirá as recomendações do governo. "Essa medida se faz necessária pela alteração significativa do quadro epidemiológico na região, que ampliou o número de pessoas infectadas e o número de mortes", diz o texto. 

Ribeirão e Barretos voltam à faixa vermelha
Os municípios das regiões de Ribeirão Preto e Barretos estão classificados com bandeira vermelha e voltaram para a fase 1 do plano de flexibilização gradual.

Dessa forma, as atividades econômicas liberadas para retomada em 1º de junho voltarão ser fechadas a partir da próxima segunda-feira (15). Apenas os serviços essenciais poderão funcionar.

"Estudos apresentados pontavam que os casos estabilizariam na região metropolitana e aumentaria no interior do estado. Foi exatamente o que aconteceu. Com o plano São Paulo podemos atuar melhor em cada região do estado. Claramente, temos um aumento de casos em regiões de Barretos, Presidente Prudente e Ribeirão Preto", disse o governador João Doria (PSDB).