Secretaria de Saúde realiza capacitação de profissionais para atendimento a pacientes com COVID-19

  • Lucca Willians

A Secretaria de Saúde iniciou na última sexta-feira (27), a capacitação dos profissionais da rede emergencial pública de saúde, como uma das medidas de preparação ao enfrentamento do COVID-19. O objetivo é padronizar os procedimentos no atendimento dos pacientes, visando à proteção e saúde dos profissionais e infectados.

Até a tarde deste sábado (28), foram capacitados 90 profissionais e a previsão é atender todos os integrantes da emergência da rede pública municipal de saúde. Os treinamentos estão ocorrendo de forma ininterrupta desde as 16h de sexta-feira. Para evitar aglomerações, as capacitações são realizadas em dois grupos distintos, totalizando 12 profissionais a cada 90 minutos.

A ação é uma parceria da Secretaria de Saúde com o Hospital de Base de Bauru, Hospital Estadual, Centro Universitário Sagrado Coração (Unisagrado) e a Universidade de São Paulo (USP), local de realização dos treinamentos. A iniciativa do projeto foi dos médicos Paulo Pepulin (diretor do Departamento de Emergência do Município), Allan Kira (Hospital de Base) e Alessandra Mazzo (Faculdade de Odontologia da USP/Bauru).

Junto a eles, se disponibilizaram gratuitamente para ministrar os treinamentos mais de 20 médicos e especialistas, entre otorrinolaringologistas, anestesistas e fisioterapeutas, incluindo uma rede de apoio com outros profissionais da saúde. Conforme o médico Paulo Pepulim, entre os principais objetivos do treinamento está a melhoria da capacitação técnica de médicos e enfermeiros que irão atender os pacientes suspeitos de COVID-19; aumentar a relação entre a equipe e a autoconfiança dos profissionais nos procedimentos adequados.

Os protocolos nacionais e internacionais foram estudados para a sistematização dos procedimentos que médicos, enfermeiros e técnicos de enfermagem devem seguir. O treinamento prioriza a identificação precoce de um paciente suspeito de COVID-19 na rede emergencial: UPAS, atendimento central e SAMU. Para que os profissionais saibam como agir no contato inicial e estabilizar o paciente até ser transferido a um serviço de referência. No treinamento é ensinada a forma correta de paramentação e retirada dos EPI’s, para não contaminar o profissional. Especialistas também passam as orientações e técnicas de intubação, medicação, ventilação mecânica e uso dos respiradores.

A SMS se mobiliza na preparação para os diversos cenários que o COVID-19 possa ter no município. Por meio da melhoria na capacidade de atendimento, técnicas e número de profissionais, fluxo dentro das unidades e organização das salas de emergência.