Sesi Vôlei Bauru muda voto e fim do ranking é aprovado na Superliga Feminina. Aumento do número de estrangeiras por clube também foi aprovado

  • Alex Silva

Além da decisão pelo encerramento da Superliga Feminina 2019/2020 sem campeão, os clubes aprovaram hoje (19) pela manhã o fim do ranking de jogadoras e o aumento do número de atletas estrangeiras por time para a próxima temporada. O Sesi Vôlei Bauru dessa vez votou pelo fim do ranking, mudando sua posição em relação a primeira votação.

O ranking tinha sido mantido em uma votação feita no começo do mês na sede da Confederação Brasileira de Vôleibol (CBV), porém os representantes de São Paulo-Barueri e Curitiba não estiveram presentes e não tiveram seus votos (enviados por email) computados, o que gerou polêmica e reclamações por parte de jogadoras e clubes.

Após a pressão recebida, a CBV optou por fazer uma nova reunião, dessa vez por vídeoconferência, para que todos pudessem participar e também como medida de proteção ao coronavírus.

Tiveram direito ao voto as 10 equipes que participarão da Superliga Feminina na temporada seguinte mais a comissão de atletas, o fim do ranking foi aprovado por 7 a 4 e o aumento do número de estrangeiras por 6 a 5.

Dessa forma as equipes não terão restrições para a contratação de atletas brasileiras na próxima temporada. Até a última edição da Superliga Feminina cada clube poderia contar com apenas duas jogadoras consideradas nota sete no ranking. O Sesi Vôlei Bauru tem no seu elenco duas jogadoras dessa lista, a ponteira Tiffany e a levantadora Dani Lins. As outras jogadoras que faziam parte dessa lista são: Thaisa e Macris (Minas Tênis Clube), Tandara e Fabíola (Sesc-RJ), Gabi (Vakifbank-Turquia), Fabiana (Hisamitsu-Japão), Fernanda Garay (Praia Clube-MG) e Natália (Eczacibasi-Turquia).

O outro ponto alterado foi o aumento do limite de atletas estrangeiras por clube na Superliga. Até a temporada 2019/2020 cada clube podia contar com somente duas jogadoras de fora do Brasil. Com a alteração, agora os clubes poderão contratar até três atletas estrangeiras.

Confira como votou cada clube:

Ranking (7 a 4)

Dentil/Praia Clube – Fim do ranking

Sesc RJ – Manutenção do ranking

Itambé/Minas – Fim do ranking

Sesi Vôlei Bauru – Fim do ranking

Osasco Audax São Cristóvão Saúde – Fim do ranking

São Paulo/Barueri – Fim do ranking

Fluminense – Manutenção do ranking

Curitiba – Fim do ranking

Pinheiros – Manutenção do ranking

Flamengo – Manutenção do ranking

Comissão de Atletas – Fim do ranking

Estrangeiras (6 a 5)

Dentil/Praia Clube – Três estrangeiras

Sesc RJ – Duas estrangeiras

Itambé/Minas – Três estrangeiras

Sesi Vôlei Bauru – Três estrangeiras

Osasco Audax São Cristóvão Saúde – Três estrangeiras São Paulo/Barueri – Duas estrangeiras

Fluminense – Duas estrangeiras

Curitiba – Três estrangeiras

Pinheiros – Três estrangeiras

Flamengo – Duas estrangeiras

Comissão de Atletas – Duas estrangeiras