Presídios do estado registram fugas e rebeliões; em Bauru situação está sob controle

  • Welinton Barros

Foto: Reprodução Internet.

Vários presídios do interior, do litoral paulista e da região metropolitana da capital registraram ocorrências de rebeliões e fugas no final da tarde desta segunda-feira (16). Na região de Bauru não há ocorrências segundo o comando da Polícia Militar (PM).

A Corregedoria Geral da Justiça suspendeu a saída temporária de Páscoa dos presos em cumprimento de pena em regime semiaberto, que deveria acontecer nesta terça-feira (17).

Na decisão, o corregedor-geral, desembargador Ricardo Anafe, afirmou ter atendido a um pedido da SAP (Secretaria da Administração Penitenciária). O Judiciário considerou a necessidade de alteração de data do benefício porque, se agora fosse realizada, depois de cumprida a saída temporária, ao retornarem ao sistema prisional os detentos seriam potenciais transmissores do coronavírus.

Em Mongaguá, cerca de 400 detentos fugiram do Centro de Progressão Penitenciária (CPP) Dr Rubens Aleixo Sendin. Segundo a SAP, cerca de 50 detentos que haviam fugido já foram recapturados. Há a informação de funcionários mantidos reféns.

Um tumulto foi registrado no presídio de Tremembé e um aparato da Polícia Militar foi acionado. Há ocorrências também em Mirandópolis e Porto Feliz.

Situação sob controle em Bauru
A reportagem da Jovem Pan News Bauru entrou em contato com o comando do 4º BPM-I (Batalhão de Polícia Militar do Interior), que informou que a situação na cidade segue sob controle e sem ocorrências.

Segundo o comando, apesar dos motins registrados no estado, na região não houve rebelião e nem fugas.

A PM afirma estar atenta e informa que contará com reforço policial nas unidades prisionais da região de Bauru nesta terça-feira (17), conforme já havia sido programado por conta da saidinha.