Vereadores aprovam fim do open bar em Bauru

  • Wellinton Barros

Projeto foi aprovado com 10 votos em segunda votação e segue para a sanção do prefeito Clodoaldo Gazzetta. Foto: Luiz Pereira

A Câmara Municipal de Bauru aprovou nesta segunda-feira (16) a proibição de festas 'open bar' na cidade. O projeto é de autoria do vereador Benedito Roberto Meira (PSB) e já havia contado com a maioria favorável na primeira votação da semana passada, quando obteve 12 votos. Aprovado com 10 votos na segunda votação nesta segunda-feira, o projeto seguirá agora para a sanção do prefeito Clodoaldo Gazzetta (PSDB).

Votaram contrários ao texto os vereadores Carlinhos do PS (PV), Milton Sardin (PTB) e Ricardo Kabelo (Cidadania). Markinho de Souza (PP) se declarou impedido de votar, uma vez que ele é sócio de uma casa noturna da cidade. A vereadora Yasmin Nascimento (PSC) se ausentou e o presidente da casa José Roberto Segalla só votaria caso fosse necessário desempatar.

Segundo o projeto, é considerado festa 'open bar' qualquer evento que ofereça bebidas alcoólicas à vontade aos frequentadores mediante pagamento de valor único para ingressos ou as que cobram valores simbólicos (abaixo do valor de mercado) das bebidas alcoólicas com intuito de descaracterizar a sua classificação.

Em casos de descumprimento da lei, o projeto prevê que os infratores sejam multados e que a organização seja proibida de promover eventos na cidade por um período de 2 anos. Eventos como casamentos, formaturas, jantares, almoços, ações beneficentes ou similares, que ofereçam alimentação compatível com o consumo do álcool, não sofrerão alterações.

Na última quinta-feira (12), o vereador autor do projeto explicou em entrevista ao Jornal da Manhã, na Jovem Pan News Bauru, que a intenção de preservar vidas. "Nós temos um propósito com esse projeto, é preservar a vida das pessoas", disse. "A discussão não é sobre o viés econômico, e sim sobre a vida", reforçou Meira.