Comitê Municipal trabalha para o combate da violência doméstica

  • Lucca Willians

O Comitê Municipal de Prevenção e Combate à Violência Doméstica realizou reunião nesta segunda-feira (2) para dar continuidade as discussões de planejamento das ações e atividades que serão realizadas ao longo do ano de 2020.

Além das discussões sobre planejamento, também entrou na pauta a importância da Ficha Sinan, um mecanismo que faz parte do Sistema de Vigilância de Violências e Acidentes para conhecer a magnitude e a gravidade das violências por meio da produção e difusão de informações e assim definir políticas públicas de enfrentamento como estratégias e ações de intervenção, prevenção, atenção e proteção às pessoas em situação de violência.

O Comitê surgiu em julho de 2019 a partir de um decreto que regulamenta sua atuação dentro do poder público e passa a funcionar a partir de dezembro do mesmo ano, quando é dada a posse aos membros titulares e suplentes.

Um de seus objetivos principais, conforme citado em um dos artigos do seu decreto de criação, é coordenar e monitorar as execuções de políticas públicas de combate a violência doméstica.

Ele é composto por representantes de cinco secretarias municipais, segurança pública, conselho tutelar e conselhos municipais como o Comupi, Comude e CMDCA, além da OAB, reunindo assim representantes do poder público e da sociedade civil.

Com informações da Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Bauru.