CEI da ETE tem duas reuniões nesta semana e recebe o presidente do DAE

A Comissão Especial de Inquérito (CEI) que apura problemas relacionados ao projeto, ao contrato e à obra da Estação de Tratamento de Esgoto (ETE – Vargem Limpa) faz duas reuniões nesta semana. Na sexta-feira (21), será ouvido o presidente do DAE, Eliseu Areco Neto.

O objetivo dos parlamentares é atualizar o posicionamento da obra e de providências administrativo-judiciais relacionadas ao tema, antecipando a apresentação convocada para Audiência Pública, inicialmente agendada para o dia 10 de março.

Antes disso, na terça-feira (18), às 11h, os membros da CEI se reúnem para tecer considerações sobre a análise da farta documentação já disponibilizada à Câmara.

"O objetivo é, a partir disso, relacionar e estabelecer um cronograma de oitivas. Os vereadores da comissão se dividiram em duas frentes e isso vai propiciar maiores celeridade e profundidade dos trabalhos", informa o presidente Mané Losila (PDT).

Também integram a CEI da ETE os parlamentares Coronel Meira (PSB), Chiara Ranieri (DEM), Edvaldo Minhano (Cidadania) e Yasmim Nascimento (PSC).

Na última quarta-feira (12), os membros fizeram diligências no DAE e na Secretaria Municipal de Finanças. A partir das informações levantadas in loco, já foi possível formalizar a solicitação de outros documentos importantes para a apuração.

Até agora, o atraso na obra da ETE Vargem Limpa acumula 3 anos e 4 meses. A Ordem de Serviço para o início da construção foi assinada pelo então prefeito Rodrigo Agostinho, em abril de 2015, com previsão de conclusão em 18 meses (outubro de 2016).

O valor total do contrato assinado foi de R$ 129.229.676,07. Até dezembro, os aditivos chegaram a 12,5% do total – metade do teto de 25% permitido.

Com informações da Assessoria de Comunicação da Câmara Municipal de Bauru.