Sincomércio faz orçamento para construção de Hospital de Campanha em Bauru; projeto custaria R$ 4 milhões

  • Jamile Diniz

(Imagem: JuRehder)

O Sindicato do Comércio Varejista de Bauru e Região (Sincomércio) solicitou, com uma empresa privada, um orçamento para a instalação de um hospital de campanha para pacientes com Covid-19 no município. O custo estimado seria de R$ 4,140 milhões para cinco leitos de UTI e 60 de enfermaria, segundo a M&R Eventos.com LTDA ME.

Ainda de acordo com a empresa privada, os equipamentos hospitalares seriam locados por um período de quatro meses. Os custos com contratações de pessoal, entretanto, não foram levados em consideração.

A cotação foi feita em 11 de março, quando o empresário Walace Sampaio ainda ocupava a posição de presidente do sindicato. Segundo ele, os dados foram encaminhados à Secretaria Municipal de Saúde há por volta de duas semanas, mas ainda não houve retorno sobre a visibilidade da implementação do hospital de campanha.

Com a quantia estipulada, o hospital seria implantado em uma área coberta, a exemplo do Ginásio Panela de Pressão, cuja concessão depende do Esporte Clube Noroeste. Além disso, o pagamento ocorreria com 50% do valor total no momento da assinatura do contrato e os outros 50% quando a instalação chegasse ao fim.

Para que o hospital de campanha se tornasse realidade em Bauru, a prefeitura necessitaria buscar recursos para a contratação da equipe de profissionais de saúde, como médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem, etc.

A Prefeitura de Bauru, porém, afirma concentrar esforços para que mais leitos sejam abertos no Hospital das Clínicas (HC), que já atua como hospital de campanha para pacientes com Covid-19.

Revisado por Alexandre Pittoli