Secretaria de Saúde promove ação de combate à dengue nesta terça-feira (19)

  • Lucca Willians

A Secretaria Municipal de Saúde começa, nesta terça-feira (19), uma ação ampliada de combate à dengue. O trabalho vai ser desenvolvido nos próximos 15 dias na região norte dentro da territorialização da saúde, envolvendo o Núcleo Mary Dota, Beija-Flor, Nobuji Nagasawa, Quinta da Bela Olinda, Jardim Ivone, Vila São Paulo, Pousada da Esperança e Núcleo Gasparini, entre outros.

A ação tem como objetivo eliminar potenciais criadouros do mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, zika e chikungunya. A Divisão de Vigilância Ambiental da Secretaria de Saúde vai enviar suas oito equipes para atuar nesta região durante o período, com visitas casa a casa para orientação dos moradores e vistorias nos quintais. A prefeitura lembra que a colaboração da população é fundamental para o controle do mosquito, evitando manter qualquer recipiente que possa acumular água, uma vez que a maioria dos focos está nas residências.

Controle

De acordo com a Secretaria de Saúde, Bauru registrou 26.250 casos de dengue em 2019, com 42 mortes. Foi o ano com a maior epidemia de dengue no município, e também com mais óbitos. Em 2020, foram 795 casos, sem nenhum óbito. Como atualmente vivemos um outro problema grave de saúde pública, que é a pandemia de coronavírus, a ação ampliada também quer evitar uma nova epidemia de dengue simultânea à pandemia de Covid-19, o que sobrecarregaria ainda mais o sistema de saúde.

Antes da ação ampliada, as equipes já vinham atuando nos pontos em que havia casos suspeitos. As demais regiões do município serão trabalhadas em seguida com ações ampliadas e mutirões de limpeza, a partir do mês que vem. “As visitas começarão pelas regiões do Mary Dota e Vila São Paulo, para orientar a população. As ações fazem parte de um trabalho de controle do mosquito, e seguiremos com mais ações em fevereiro, para evitar o início de uma epidemia”, afirma Roldão Puci Neto, diretor da Divisão de Vigilância Ambiental da Secretaria de Saúde.

O período do verão, com calor e chuva, e propício para a proliferação do mosquito. “Estamos em uma época de calor e chuva, então a atenção deve ser redobrada. Já estamos vivendo um período difícil, com a pandemia de coronavírus, é importante que as pessoas cuidem de suas casas e terrenos para evitar que tenhamos mais uma situação complicada, que seria uma epidemia de dengue. Isso atrapalharia muito pois levaria a uma sobrecarga maior do sistema hospitalar, além de que muitos intomas são parecidos”, lembra Ezequiel Santos, diretor da Divisão de Vigilância Epidemiológica da Secretaria de Saúde.

Elimine os focos

Para evitar a proliferação do mosquito, algumas medidas devem ser adotadas:

- Mantenha as caixas d’água sempre tampadas
- Coloque areia nos pratinhos dos vasos de planta, para evitar o acumulo de água
- Mantenha as calhas sempre limpas
- Mantenha os ralos limpos e, se possível, com telas
- Faça a limpeza periódica de piscinas com uso de cloro
- Evite manter em área aberta qualquer recipiente que possa acumular água