Secretaria de Saúde inicia vacinação dos profissionais da 'linha de frente' em Bauru

  • Lucca Willians

(Foto: Divulgação/Prefeitura Municipal de Bauru)

A Secretaria Municipal de Saúde começou, na noite desta quarta-feira (20), a aplicação das doses da vacina Coronavac em Bauru. A prefeitura recebeu 8.680 doses do governo estadual, que vieram do Instituto Butantã, no final da tarde de quarta-feira, e duas horas depois, fez as primeiras aplicações, em três profissionais da saúde que estão na ‘linha de frente’ do combate da pandemia no município.

As doses serão distribuídas nas unidades de saúde e, neste primeiro momento, apenas os profissionais da linha de frente receberão a imunização, seguindo os critérios estabelecidos por Estado e União. A prefeita Suéllen Rosim e o secretário de Saúde e vice-prefeito Orlando Costa Dias acompanharam o começo da vacinação, na Associação Paulista de Medicina (APM) de Bauru.

Também estiveram presentes o deputado federal Rodrigo Agostinho e o vereador Markinho Souza, vice-presidente da Câmara Municipal, além da presidente do Conselho Municipal de Saúde, Graziela Picino Marafioti. A imprensa acompanhou a imunização dos três primeiros profissionais. O trabalho segue nos próximos dias.

Emoção

A primeira pessoa a receber a vacina em Bauru foi o auxiliar de enfermagem José Luiz Costa Magalhães, de 66 anos de idade. Ele é servidor da prefeitura há 30 anos, e atua na UPA do Mary Dota. No ano passado, Magalhães teve Covid-19 e ficou entubado, mas felizmente conseguiu se recuperar. “Estou muito feliz, primeiro por ter conseguido sobreviver depois de ter ficado na UTI, e agora por estar sendo vacinado. Foi uma emoção muito grande ter sido o primeiro vacinado”, disse.

Baiano, Magalhães morou no Rio de Janeiro e depois se estabeleceu em Bauru, sendo um dos funcionários mais queridos pelos colegas em seu ambiente de trabalho. A enfermeira Rosemeire Serigato foi a profissional que aplicou a dose.

Depois dele, quem recebeu a vacina foi a enfermeira Natalina Puliese, que atua na Unidade Básica de Saúde (UBS) da Vila Falcão, que é referência para casos de Covi-19. “Muito importante começar a vacinação, considero que é um momento histórico, depois de tantos casos e mortes, é bom saber que temos algo que pode começar a melhorar. Venho representando todos os profissionais da saúde”, comentou.

Por fim, o médico Renan Montanher foi vacinado. Ele trabalha na UBS do Geisel e em uma Equipe Multidisciplinar de Atenção Domiciliar (Emad). “Neste ato simbólico representamos todos os profissionais da saúde que tanto se dedicaram e continuando trabalhando. Muito importante todos os profissionais agora se vacinarem, especialmente os que estão na linha de frente”, avisa.

Na saúde

O diretor da Divisão de Vigilância Epidemiológica da Secretaria de Saúde, Ezequiel Santos, destacou que nesta primeira etapa serão imunizados os profissionais que estão atuando diretamente com os casos de coronavírus. Depois, em uma outra etapa, mais profissionais da saúde serão vacinados, e mais adiante, os idosos e só depois o restante da população. “Por enquanto, as pessoas não devem procurar unidades de saúde. Estas primeiras doses são para os profissionais da linha de frente, até para que eles possam continuar trabalhando e atendendo as pessoas. Depois, conforme mais vacinais forem chegando, outras faixas serão atendidas, sempre com a população recebendo a informação antes”, frisa.

O secretário de Saúde, Orlando Costa Dias, destacou que a vacina é um aliado para começar a conter a doença. “Ficamos muito felizes em receber as primeiras doses. A pandemia ainda não acabou, as pessoas devem continuar com todos os cuidados”, afirma. A prefeita Suéllen Rosim também comentou a importância da vacinação. “A chegada da vacina era muito aguardada por nós. Sabemos que é isso que vai começar a melhorar a situação da pandemia. Até lá, pedimos que a população continue tendo os cuidados necessários, se protegendo”, lembra.

O deputado federal Rodrigo Agostinho comentou que a Câmara dos Deputados tem se esforçado para que os insumos para a produção da vacina possam chegar ao País. Já o vereador Markinho Souza disse que a vacina traz esperança.