Prefeitura divulga resultado estatístico do 1° Censo Socioeconômico de Bauru

  • Lucca Willians

O 1° Censo Socioeconômico, promovido pela Prefeitura de Bauru, por meio das secretarias municipais de Desenvolvimento Econômico, Turismo e Renda, do Bem-Estar Social e de Economia e Finanças, contabilizou desde o seu lançamento, um total de 651 cadastros.

Destes, 77,42% se declararam mulheres e 22,58% homens. Quanto ao grau de escolaridade 2,46% declararam que não são alfabetizados, 15,51% responderam não possuir ensino fundamental completo, 6% completaram o Ensino Fundamental, 14,30% pararam de estudar antes de terminar o ensino médio, 31,03% finalizam o colegial, 7,22% não terminaram o ensino superior, 24,42% completaram os estudos em uma instituição de ensino superior e 25% possuem ensino técnico.

Já em relação ao fator empregabilidade, 48% não exercem atividade remunerada, 5% declararam que são Microempreendedores Individuais, 3,70% são profissionais liberais, 6,45% exercem atividade remunerada sem registro em carteira e 30,57% possuem registro em carteira.

Quanto ao Auxilio Emergencial, 41,63 % solicitaram o benefício do Governo Federal, alegando já possuir inscrição no Cadastro Único ou por meio do Aplicativo da Caixa Econômico Federal. Do total de pessoas que afirmaram não ter recebido o auxílio (7,5%), 33,64 % disseram não se enquadrar nos requisitos, 1,07 % afirmaram desconhecer o benefício, 6,45 % alegaram instabilidade durante o acesso ao aplicativo e 0,30 % não possuem acesso à internet.

De acordo com as secretarias de Desenvolvimento Econômico, Turismo e Renda e do Bem-Estar Social, os dados coletados através do Censo, serão trabalhados de acordo com os pilares que sustentam parte dos serviços oferecidos pela pasta, sendo estes, voltados ao empreendedorismo, empregabilidade e serviços. Essas informações serão importantes para que seja possível identificar novas oportunidades de cursos, oficinas e programas capazes de gerar um aumento no número de pessoas capacitadas para os novos desafios do mercado de trabalho.

Alinhados a este objetivo, estão o direcionamento e a prospecção de novas vagas oferecidas no município, por meio de ferramentas municipais como a própria plataforma Emprega Bauru, que busca realizar, de forma transparente e eficaz, a intermediação entre empregadores e candidatos.