Praça do Relógio: gargalo no trânsito volta a ser discutido

  • Lucca Willians

Comissão de Obras espera representantes da Emdurb e de secretarias da Prefeitura; presidente alerta para perspectiva de abertura de fast food às margens da rotatória; projeto de intervenção foi apresentado pelo Poder Executivo há um ano (Foto: Arquivo | Câmara Municipal de Bauru)

A Comissão de Obras e Transportes promove, nesta terça-feira (11/08), a partir das 10h30, reunião em modo virtual para voltar a discutir ações para mitigar os gargalos do tráfego de veículos na Praça Primaz Chujiro Otake, conhecida como Praça do Relógio.

Há quase um ano, o Poder Executivo apresentou ao colegiado parlamentar o projeto para intervenções na rotatória e nos arredores. Veja mais

Na ocasião, vereadores foram informados sobre a expectativa de que a obra fosse executada no início de 2020, o que não ocorreu.

Na Sessão da Câmara de Bauru desta semana, o vereador Mané Losila (MDB), presidente da comissão, explicou as razões para a retomada da discussão.

Há perspectivas de que uma rede de fast food abra uma nova loja em área terreno às margens da rotatória da Praça do Relógio.

Losila ressaltou que o empreendimento é bem-vindo, pois gera emprego, renda e arrecadação aos cofres públicos.

Por outro lado, a possibilidade enseja urgência na execução das ações planejadas e talvez até de outras complementares, em razão das esperadas filas de carros para o serviço de drive-thru.

Na avaliação da Losila, abre-se, inclusive, oportunidade para a discussão do poder público junto aos investidores sobre a aplicação de recursos privados na obra, com base da Lei do Estudo de Impacto de Vizinhanças (EIV).

Além do presidente, compõem a comissão os parlamentares Luiz Carlos Bastazini (PTB) e Markinho Souza (PSDB).

Para a reunião desta terça-feira, é esperada a participação de representantes da Emdurb e das Secretarias de Planejamento, Obras e Desenvolvimento Econômico.