Plasútil constrói e doa capacetes respiradores à Prefeitura de Bauru

  • Lucca Willians

A Prefeitura Municipal recebeu na tarde desta quinta-feira (23), a doação de quatro capacetes respiradores. Eles foram construídos pela Plasútil e contou com o apoio da Secretaria Municipal da Saúde, Senai Bauru, Universidade de São Paulo (USP) e a Lumi Ligth. Dois deles serão distribuídos para hospitais de Bauru e os outros doados para cidades da região.

O objetivo é atender pacientes que estão internados nas UTIs com deficiências pulmonares e necessitam de aparelhos para o tratamento, além de contribuírem no tratamento e na melhora do quadro clínico respiratório que antecede a fase de intubação.

Os equipamentos foram doados pelo presidente da Plasútil, Marco Antonio Pereira da Silva, ao prefeito Clodoaldo Gazzetta, com a presença do vereador Markinho Souza. O equipamento é composto por um kit com capacete, conexões, um filtro de ar e os gabaritos para os ajustes necessários ao paciente. Todos os componentes utilizados possuem medidas padrões e podem ser adaptados diretamente às conexões de oxigênio do hospital.

O funcionamento consiste na pressurização do capacete que aumenta a pressão externa em relação à pressão interna do corpo, facilitando a entrada de ar e diminuindo o esforço de outros projetos fabricados no mundo.

“Nós unimos a um grupo de parceiros no desenvolvimento desse projeto e a ideia é disponibilizar o acesso total a qualquer instituição, empresa ou órgão governamental sem fins lucrativos, para quem possam fabricar esses capacetes, aumentando a disponibilidade do capacete aos hospitais”, destaca o presidente da Plasútil, Marco Antonio Pereira da Silva.

Para o prefeito, Gazzetta, os capacetes respiradores ajudarão, especialmente, no combate ao tratamento dos pacientes que estão em tratamento do coronavírus. “É um recurso a mais para o médico que está na luta diária para salvar vidas. Vai ajudar o paciente que está com complicação pulmonar e necessita de um equipamento para facilitar a respiração, sem necessitar a intubação”, destaca.

Em construção

A empresa bauruense já fabricou 36 capacetes respiradores e mais 36 estão em fase de construção para serem doados. Em Bauru, os hospitais Beneficência Portuguesa de Bauru, Unimed e o Grupo São Francisco já receberam doações desses aparelhos.

A equipe que participou da construção dos capacetes respiratórios é composta pelos projetistas Rafael Teixeira Andrade e Gabriel Dionísio, o coordenador de automação Gustavo Vidotto e o engenheiro elétrico, Michel Vinícius Bomfim e os técnicos de automação, Fabio Martins e Renato Pereira Lima.

Todo o processo de elaboração do projeto e a escolha das matérias primas a e padronização das conexões para a construção dos aparelhos, tiveram o acompanhamento de um corpo formado por médicos da Secretária Municipal de Saúde e da USP.