Obras da adutora do poço Santa Cândida chegam à fase final

  • Lucca Willians

O DAE segue com obras visando ampliar a distribuição de água, descentralizando a dependência da ETA que, abastecida pelo manancial do Batalha, é responsável pelo suprimento de 38% das demandas do município.

Um exemplo disso é o novo poço na região do Santa Cândida, que, em fase final, irá ampliar o volume de água de bairros como Vila Dutra, Parque Val de Palmas, Leão 13 e do próprio Santa Cândida (atendidos, até então, pelo sistema Batalha/ETA). A rede adutora que irá interligar esse poço à região da Vila Dutra está com 73% das obras concluídas. Ao todo, esse trecho terá cerca de 3 mil metros de tubulações com diâmetro de 10 polegadas.

Nesta quinta-feira (08) os trabalhos estiveram concentrados nas tubulações áreas do Parque Val de Palmas e na Avenida Elias Miguel Maluf, onde mais de 2.200 metros de rede já foram implantados. As obras estão sendo executadas em conjunto pelo DAE e Prefeitura, através da Secretaria de Obras.

A obra é essencial para suprir a crescente demanda dessa região devido a implantação de novos empreendimentos, além de contribuir para redução da área de atuação da região abastecida pela ETA. O investimento do DAE na perfuração do poço é de R$ 1,9 milhão.

Reservatório da Vila Falcão

Com investimento aproximado de R$ 4 milhões, está em andamento a construção do primeiro reservatório vitrificado, localizado na Vila Falcão, região também abastecida pelo Batalha. As obras começaram em julho deste ano e, quando concluída, a Unidade terá capacidade para armazenar 3,5 milhões de litros de água, aumentando a reserva da região da Vila Falcão e Alto Paraíso.

A empresa responsável pelas obras, Tanks BR, executa a fase final de um quilômetro de rede adutora que irá abastecer a Unidade, além da base de concreto armado do reservatório. Após essa fase, será iniciada a montagem da Unidade de Reservação. A previsão é que os serviços sejam concluídos até o mês de dezembro.