Mitos e verdades sobre o treinamento de equipe

  • Lucca Willians

O mundo dos negócios está mudando em uma velocidade nunca antes vista! A forma de contratar colaboradores mudou e, consequentemente, a maneira de treinar e desenvolver pessoas também, muitas são as dúvidas dos empresários e gestores de RH sobre treinamentos.

Só para se ter uma ideia, de acordo com Maurício Nocêra, fundador da Studio EAD, agência de e-learning corporativo, “aumentou bastante a procura pelos serviços relacionados a e-learning. As empresas foram forçadas a mudar a cultura do treinamento presencial para o treinamento online, da noite para o dia. E vemos que esse é um caminho sem volta, será cada vez mais assim, sendo tudo online. Tivemos um crescimento de 40% desde o início da pandemia”, afirma.

A tendência é confirmada segundo um levantamento feito pelo Global Market Insights, que mostra o quanto o e-learning vem se fortalecendo. Em 2019, por exemplo, o mercado ultrapassou US $ 200 bilhões e prevê um aumento de 8% até 2026. Os motivos? O impulsionamento de tecnologias como a computação em nuvem, Inteligência Artificial e, principalmente, os novos modelos de trabalho que ganharam destaque durante esse período de confinamento e distanciamento social.

A especialista em estratégia de negócios, Priscila Guskuma, desvenda alguns desses mitos e verdades:

É melhor investir em treinamento do que substituir o colaborador
Verdade! Trocar o colaborador deve ser uma das últimas opções do empresário, muitos sabem que essa pode ser a opção mais “fácil”, porém, não é a mais eficaz para a empresa. Alguns estudos apontam que chega a ser 30% mais barato investir em treinamento do que um processo seletivo e reposição de uma vaga. Muitas empresas não oferecem descritivo de cargos e funções que possibilita ao colaborador clareza de suas atividades e indicadores de performance. Preparar as pessoas e direcioná-las é o que faz a diferença no resultado.

É possível aumentar as vendas treinando bem uma equipe
Verdade! Treinamentos Técnicos ou Comportamentais em vendas podem aumentar muito os resultados da equipe, principalmente, se for feito um diagnóstico prévio. Clientes ocultos, por exemplo, podem identificar falhas no processo de vendas, auxiliando na construção de pilares que a equipe precisa fortalecer como: Prospecção, Qualificação de Clientes, Apresentações Personalizadas, Quebra de Objeções, Fechamento e Pós Venda. Muitas equipes comerciais trabalham sem um método a seguir, vendem de forma aleatória e desorganizada.

O treinamento vai mudar de uma vez os comportamentos da equipe
Mito! Os comportamentos despertam, preparam e ativam as pessoas para entrarem em ação, oferecem técnicas e ferramentas para colocarem em prática, porém, se todo o aprendizado adquirido não for colocado em prática nada vai mudar. É muito importante que o líder participar do treinamento junto com a equipe para poder cobrar a aplicação e resultados no dia a dia.

Treinamentos de equipes são caros
Mito! É muito mais caro ter uma equipe improdutiva e sem resultados! Basta o empresário fazer as contas, se cada colaborador melhorar seu desempenho em 10%, quanto ele passa a ganhar a mais? Faça as contas do prejuízo causado por um equipe desqualificada e sem treinamentos, retrabalhos, clientes insatisfeitos, cancelamento de contratos e vendas, pode ter certeza que fica muito mais caro não ter uma equipe treinada.

Devo treinar o colaborador apenas quando ele é contratado
Mito! Claro, que um novo colaborador precisa passar pela integração da empresa e alguns treinamentos básicos para exercer a função, porém, todos precisam ser treinados constantemente. O mercado muda a todo momento, o consumidor está cada vez mais exigente e a equipe precisa ser preparada para as novas demandas, dependendo do segmento, o ideal é sempre mesclar treinamentos técnicos e comportamentais.

O treinamento da equipe deve acontecer antes da criação dos processos da empresa
Verdade! Se uma empresa não tem processos claros e definidos, antes de implantá-los, é preciso preparar a equipe para entender a importância para cada setor, pois são os colaboradores que vão aderir e executar. Muitas empresas tem processos desenhados no papel, no entanto, as pessoas não executam, pois não foram treinadas e preparadas para saber a sua importância.