Legislativo e Judiciário promovem encontro por campanha 'Sinal Vermelho contra a Violência Doméstica'

  • Lucca Willians

Iniciativa propõe maneira discreta de mulheres vítimas pedirem ajuda em farmácias e drogarias; reunião virtual também contará com participações da PM e do Conselho Municipal de Políticas para Mulheres (Foto: Divulgação | Câmara Municipal de Bauru)

Em parceria com o Poder Judiciário, por meio do Anexo de Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher do Fórum de Bauru, a Câmara Municipal promove reunião por videoconferência, nesta quinta-feira (02), para discutir, junto a farmácias e drogarias, estratégias que viabilizem na cidade a campanha "Sinal Vermelho para a Violência Doméstica".

Para obter êxito, a iniciativa depende da sensibilização de empresas e autoridades, treinamento de funcionários e disseminação da informação entre mulheres, que, se estiverem em situação de violência, podem sinalizar os atendentes das farmácias com um "X" na palma da mão.

"Esse X pode ser marcado com uma caneta, com batom. O importante é que é um jeito simples e discreto de pedir ajuda, para que a equipe da drogaria possa acionar a Polícia Militar pelo 190", explica a vereadora Yasmim Nascimento, que, na condição de Segunda Secretária da Mesa Diretora da Câmara, fará a mediação do encontro.

A reunião contará com a participação da juíza Daniele Mendes de Melo, coordenadora do Anexo de Violência, e também de representantes da Polícia Militar (PM) e do Conselho Municipal de Políticas para Mulheres de Bauru.

A campanha "Sinal Vermelho para a Violência Doméstica" é promovida pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ) em parceria com a Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB) e Associação Paulista de Magistrados (Apamagis), com apoio da Coordenadoria da Mulher em Situação de Violência Doméstica e Familiar do Poder Judiciário do Estado de São Paulo (Comesp).