Komono solicita apuração sobre possível improbidade administrativa na abertura de leitos no HC

  • Jamile Diniz

O promotor de saúde de Bauru, Enilson Komono, solicitou nesta quarta-feira (27) a apuração por eventual prática de improbidade administrativa do estado no que diz respeito ao atraso da viabilização do Hospital das Clínicas (HC).

O ofício foi enviado à Promotoria de Justiça do Patrimônio Público do município acompanhado por fotos das instalações do HC e o histórico de construção do local. Além disso, Komono também enviou o contrato para a instalação do hospital de campanha entre a Secretaria Estadual de Saúde e a Famesp no valor de R$ 9 milhões.

A medida se deu após João Gabbardo, coordenador-executivo do Centro de Contingência do Coronavírus de São Paulo, criticar Komono por defender a flexibilização do Plano SP e chama-lo de "promotor da doença".

*Revisado por Alexandre Pittoli