Investigado por pedofilia e estupro de vulnerável é preso em Lins

  • Jamile Diniz

Um homem de 62 anos foi preso em Lins, a 100 quilômetros de Bauru, acusado de estupro de vulnerável e pedofilia. O homem, que teve apenas as inicias A.C.H. divulgadas, foi encontrado na última sexta-feira (20) em São Pedro. As vítimas são duas meninas 11 e 13 anos.

Em fevereiro deste ano, A.C.H., que é militar da reserva do Exército Brasileiro, havia sido preso, mas foi liberto ao pagar R$10 mil de fiança. O Ministério Público chegou a recorrer da decisão e, em agosto, o desembargador do caso expediu uma nova ordem de prisão, mas o homem já estava foragido.

Na época, A.C.H. levantou suspeitas da Polícia Civil, que recebia denúncias de que estava sempre cercado por adolescentes. A polícia, então, passou a acompanhar sua movimentação e, ao ser comunicada de que ele estava acompanhado por duas crianças e que havia comprado produtos infantis, o seguiu até um sítio na zona rural de Lins.

Lá, o homem foi abordado com as duas crianças e levado até a Central de Polícia Judiciária (CPJ), onde foi autuado em flagrante por abuso sexual e suspeita de pedofilia. Em seu celular foram encontradas imagens intimas das vítimas.

Abuso infantil é crime! Saiba como denunciar:

Qualquer cidadão pode fazer uma denúncia anônima sobre casos abuso infantil por meio do Disque 100. A denúncia é encaminhada aos órgãos de proteção, defesa e responsabilização em direitos humanos. Também é possível denunciar por meio do aplicativo de celular Proteja Brasil, onde, após responder um rápido formulário, o usuário registra a denúncia, que é recebida pela mesma central do Disque 100.