Intercâmbio virtual da Unesp aproxima estudantes brasileiros e mexicanos

  • Lucca Willians

Encontros são totalmente on-line e terá mediação da professora Ana Cristina Salomão

O professor Fábio Fernandes Villela estabeleceu contato para intercâmbio virtual com Tec de Monterrey, México (https://tec.mx/es), nos moldes da proposta do Programa BRaVE da UNESP. Essa proposta do intercâmbio virtual (Virtual Exchange) visa colocar professores da UNESP em parceria com professores de universidades no exterior para planejarem e estabelecerem juntos atividades a serem realizadas nas disciplinas afins que ministram, colocando seus alunos em contato por meio de tecnologias digitais. O contato estabelecido entre as turmas pode ser totalmente online, com interações síncronas ou assíncronas, ou em formatos híbridos, buscando-se criar um contexto que enfatize a aprendizagem por meio da experiência e construção conjunta de conhecimento.

As disciplinas, motivo do intercâmbio virtual, são as seguintes: "Ética, sostenibilidad y responsabilidad social" (Escuela de Humanidades y Educación/Tecnológico de Monterrey/México), ministrada pela professora Laura Elena Gaona Lara, e a disciplina "Trabalho e Educação" (Ibilce/Unesp/São José do Rio Preto), ministrada pelo docente do Departamento de Educação do Ibilce/Unesp. A partir do conteúdo da disciplina "Trabalho e Educação", foi proposto basicamente: (1) assistir conjuntamente aos documentários: "Pequeno grão de areia" e "Um lugar chamado Chiapas"; (2) responder a questionamentos sobre os filmes; (3) escrita de relatórios sobre os filmes. O intercâmbio virtual teve duração de 4 semanas e será certificado pelo Tec de Monterrey e pelo BRaVE da Unesp.

Os documentários escolhidos dizem respeito à realidade latino-americana como um todo e podem ser acessados no YouTube. O documentário "Pequeno grão de areia" (México, 2005) retrata a história da organização e luta dos professores em defesa da escola pública, assim como por melhores condições de vida e preservação da identidade cultural das comunidades indígenas mexicanas, a partir da mobilização dos trabalhadores do ensino, dos estudantes e seus pais contra a destruição da Escola Normal Rural Mactumactza, localizada em Tuxtla Gutierrez, Chiapas - México.

O documentário "Um lugar chamado Chiapas" (Canadá, 1998), mostra a constituição do Exército Zapatista de Libertação Nacional (EZLN), em 1994, composto de índios Maias pobres do estado de Chiapas, que tomou cinco cidades e mais de 500 fazendas no sul do México. O Governo enviou suas tropas, e pelo menos 145 pessoas morreram na batalha que se seguiu. Lutando por indígenas mexicanos para recuperar o controle sobre suas vidas e sua terra, o "Exército Zapatista", foi liderado pelo carismático guerrilheiro poeta Subcomandante Marcos.

A mediadora do intercâmbio virtual é a professora Ana Cristina B. Salomão, coordenadora do Programa BRaVE da UNESP, do Departamento de Letras Modernas, da Faculdade de Ciências e Letras, UNESP-Araraquara. O professor Fábio Fernandes Villela avalia que, "com o surgimento da pandemia do novo Coronavírus ou COVID-19, surgiram novas oportunidades de intercâmbios, devido ao cancelamento de viagens e atividades presenciais. Esse tipo de contingência impulsionou intercâmbios virtuais com as universidades do exterior, após as restrições de imigração, que impedem os alunos de viajarem para os países almejados".