Hemonúcleo do Hospital de Base de Bauru precisa de doações de sangue

  • Lucca Willians

Estoque está em nível crítico; agendamento é feito por telefone e serviço segue protocolos de segurança e prevenção à COVID-19

O estoque de bolsas de sangue do Hemonúcleo do Hospital de Base de Bauru inicia o mês de setembro em nível crítico, com queda de mais de 60% em relação ao mesmo período do ano passado. Atualmente o estoque conta com apenas 234 bolsas de sangue, número que, no mesmo período de 2019, era de 650.

Em alerta, a unidade estadual de saúde, sob gestão da Fundação para o Desenvolvimento Médico e Hospitalar (Famesp), solicita que as pessoas que se enquadrem nas condições requisitadas de doação de sangue se dirijam ao Hemonúcleo (veja orientações abaixo).

As bolsas de sangue prioritariamente direcionadas a pacientes oncológicos, acidentados, cirúrgicos e que tratam de doenças como anemias.

“Estamos com estoque muito crítico para todos os tipos sanguíneos e o tipo mais utilizado, que é o O+, tem apenas 75 bolsas, sendo que o ideal é de 150”, explica a assistente social responsável pelo serviço, Valéria Coltri, que também destaca a adoção de todos os protocolos sanitários para atendimentos dos doadores de forma segura durante a pandemia. “O ambiente é totalmente higienizado, antes e após o uso do doador, e temos verificação da temperatura e álcool em gel em todos os ambientes” complementa.

Em 2020, desde a confirmação de casos de COVID-19 no Brasil, o número de doadores vem caindo gradativamente. No mês de junho, o Hemonúcleo realizou 1.297 coletas de sangue. Em julho, foram 1.035. Já em agosto, foram 1.007. Para minimizar os riscos de contaminação pelo novo coronavírus, a unidade oferece a opção de agendamento para a doação por meio de ligação. O telefone para contato é (14) 3231-4771.

Requisitos para doar:
– Ter 16 anos;
– Ter peso igual ou superior a 50 kg;
– Estar alimentado, mas é necessário evitar alimentos gordurosos nas três horas que antecedem a doação. Caso seja após o almoço, aguardar duas horas;
– Ter dormido pelo menos seis horas nas últimas 24 horas.