Greve dos ônibus afeta 60 mil usuários em Marília; motoristas reivindicam pagamento de salários

  • Jamile Diniz

Na manhã desta terça-feira (23), os motoristas da empresa Grande Marília entraram em greve. Dentre as exigências para a volta dos serviços está o pagamento integral dos salários – em janeiro eles receberam apenas 40% da remuneração. A paralisação das atividades afeta por volta de 60 mil pessoas, principalmente na zona norte do município.

Durante a manhã, os motoristas realizaram uma assembleia em que optaram pela interrupção dos trabalhos. São por volta de 107 trabalhadores sem tirar os ônibus da garagem, posto que, além não terem recebido os 60% restantes dos salários, não tiveram qualquer posicionamento da empresa sobre o tópico.

Por meio de nota, a Grande Marília informou que lamenta a paralisação, mas que sem qualquer auxílio emergencial da prefeitura durante a pandemia e com a tarifa congelada desde março de 2019, já não há fluxo de caixa para o pagamento dos salários.

*Revisado por Alexandre Pittoli