Estado distribui 178 respiradores para interior, litoral e Grande São Paulo; região de Bauru recebe 6

  • Lucca Willians

Equipamentos permitem a ampliação de leitos de UTI para casos graves de COVID-19 em serviços de saúde de 40 cidades

O Governo de São Paulo distribuiu, nos últimos dias, mais 178 respiradores para 40 cidades do interior, litoral e Grande São Paulo, incluindo a capital. Os novos equipamentos permitem a abertura de novos leitos de UTI (Unidades de Terapia Intensiva) e, assim, garantem atendimento aos casos graves provocados pelo novo coronavírus.

À Grande São Paulo serão enviados mais 55 ventiladores, sendo 5 para o Hospital Leito Irmã Annete em Embu das Artes, 10 para a Prefeitura Osasco e 40 para Prefeitura de São Bernardo do Campo.

Já a região da Baixada Santista receberá dez respiradores direcionados a Prefeitura de Santos. O Hospital Carlos Fernando Malzone, na região de Araraquara, receberá 4 equipamentos.

"Esses equipamentos significam novos leitos, que por sua vez aumentam a capacidade hospitalar em todo o estado e assim reforçam as defesas de nossos municípios no enfrentamento da Covid-19", afirmou o secretário Marco Vinholi, de Desenvolvimento Regional.

Mais regiões

Para a região de Barretos serão destinados dois equipamentos, um respirador para a Prefeitura de Taiúva e outro para o Hospital Municipal Oscar Baptista de Carvalho na cidade de Guaraci. À região de Franca serão enviados 3 respiradores a Santa Casa de Ituverava.

Já para a região de São José do Rio Preto serão destinados 22 respiradores, sendo 2 para o Pronto Atendimento Dr. José Osmar S. Lopes, um para a Santa Casa de Jales, 4 para a Santa Casa de Monte Aprazível, 10 para o Pronto Socorro Santo Antonio, 4 para o Pronto Atendimento Fortunata Pozobom e um para a Santa Casa de Votuporanga.

Para a região de Sorocaba irão mais 9 equipamentos, sendo um para o Pronto Atendimento de Iperó, 4 para o Hospital Joaquim Raimundo e 4 para Santa Casa de Tatuí.

"Não temos medido esforços no combate à COVID-19. Já são 3,6 mil respiradores distribuídos às cidades para ampliação de leitos de UTI", afirma o secretário de Estado da Saúde, Jean Carlo Gorinchteyn.

Também no interior, a região de Marília contará com reforço de 11 respiradores, sendo 2 para a Prefeitura Municipal de Echaporã, outros dois para a Prefeitura de Gália, três para a UPA de Tupã e um para cada um desses locais: UPA de Garça; Prefeitura de Guarantã; Prefeitura de Guaimbê e Prefeitura de Júlio Mesquita. Outros 6 vão para o Hospital São José, na região de Bauru.

Reforço

A região de Campinas receberá 8 respiradores, sendo 2 para a Prefeitura de Bom Jesus dos Perdões, 1 para a Santa Casa de Cosmópolis, 2 para a Prefeitura de Holambra, 1 para o Pronto Atendimento em Santo Antonio de Posse e 2 para a Prefeitura de Várzea Paulista.

Para a região de Presidente Prudente serão 15 equipamentos, sendo 5 para a Prefeitura de Dracena, 2 para a Santa Casa de Martinópolis, 2 para o Hospital e Maternidade Regente Feijó, 4 para a Prefeitura de Teodoro Sampaio e 2 para a Santa Casa de Tupi Paulista.

A região de Taubaté receberá mais 33 equipamentos, sendo 2 para a Prefeitura de Areias, 2 para a Unidade Mista de Bananal, 10 para a Prefeitura de São José dos Campos, 6 para a Santa Casa de Ubatuba, 3 para o Hospital Mario Covas em Ilhabela e 10 para a Santa Casa de Lorena.

A distribuição é técnica e feita para locais com maior demanda de internações por COVID-19 e estrutura para novos leitos, permitindo ampliação da capacidade de atendimento da rede pública de saúde. Para enfrentamento à pandemia, o estado de São Paulo dobrou o número de leitos de terapia intensiva no SUS (Sistema Único de Saúde), ultrapassando 8,1 mil leitos do tipo.