Estado de SP já vacinou mais de 1 mil pessoas contra a Covid-19

  • Lucca Willians

Profissionais de saúde começaram a ser vacinados em Botucatu e Campinas nesta segunda-feira (18)

O Governo de São Paulo vacinou 1.030 contra Covid-19 até o início da noite desta segunda-feira (18). A maioria das doses foram aplicadas no Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP. Hoje a vacinação também começou no Hospital das Clínicas de Botucatu e da Unicamp em Campinas.

Nesta terça-feira a imunização começa nos HC de Ribeirão Preto e Marília e no Hospital de Base de São José do Rio Preto. No total, cerca de 60 mil profissionais que atuam nesses hospitais serão imunizados contra a COVID-19 com a Vacina do Butantan.

A campanha começou ainda ontem, minutos após aprovação do uso da vacina do Butantan pela Anvisa. Somente no domingo foram vacinados 112 pessoas, incluindo as duas primeiras brasileira a serem vacinada no país: a enfermeira Mônica Calazans, da UTI do Instituto de Infectologia Emílio Ribas;  representando tanto os profissionais de saúde quanto a população indígena, a técnica de enfermagem e assistente social, Vanuzia Santos, do povo Kaimbé, foi a primeira indígena a ser vacinada no Brasil.

A partir de amanhã, grades de vacinas e insumos também serão enviadas a polos regionais para redistribuição às Prefeituras, com recomendação de prioridade a profissionais de saúde que atuam no combate à pandemia. Os municípios também deverão imunizar a idosos com mais de 60 anos e pessoas com deficiência vivendo em instituições de longa permanência e indígenas aldeados com apoio de equipes da atenção primária do SUS, segundo as estratégias adequadas ao cenário local.

"Até a próxima sexta-feira (22) teremos finalizado as entregas nos municípios e nos 25 centros de distribuição regionais para abastecer as 645 cidades do estado. Há cerca de três meses temos nos dedicado a organizar esta campanha, que agora começa com a priorização dos nossos heróis da saúde", diz o Secretário de Estado da Saúde, Jean Gorinchteyn.