DAE mantém rodízio de água em áreas atendidas pelo Rio Batalha

  • Lucca Willians

Apesar da nebulosidade, fortes ventos, a chuva prevista para as últimas semanas não caiu sobre Bauru ou na nascente do Rio Batalha. Desta forma, o rodízio permanece nas regiões Central e da Vila Falcão, conforme cronograma estabelecido desde o último dia 27. No entanto, o atual nível do manancial não comporta que o abastecimento seja constante durante os períodos, assim, o Departamento informa que haverá instabilidades nos próximos dias, caso não haja precipitações volumosas.

Após duas semanas da redução do período de rodízio, houve uma queda do nível da lagoa de captação em mais de um metro. Naquele dia, o nível era de 2,82 metros, e hoje é de 1,72 metro. O nível considerado ideal da lagoa de captação é de 3,20 metros.

Há 11 dias não chove em Bauru. Comparado ao mesmo período de 2014, em que houve também estiagem prolongada e problemas de abastecimento nesta época do ano, as precipitações de 2020 são muito inferiores (confira tabela ao final).

Para reduzir a área atendida pelo sistema ETA/Batalha, o DAE segue com ações de aumento da reservação, como a construção do reservatório na região da Vila Falcão, que terá capacidade para 3,5 milhões de litros de água. Para 2021, será perfurado um novo poço na região da Praça Portugal, para reforçar o abastecimento da área central (Altos da Cidade e Centro), com produção de 180 mil litros de água por hora.

O cuidado com os recursos hídricos é responsabilidade de todos. Portanto, ainda mais neste momento, é necessária conscientização ao uso da água, evitando lavagens de calçadas, quintais, enchimento de piscinas.

Serviço

Caminhões-pipa permanecem à disposição para o abastecimento das regiões com intermitências por meio do número 0800-7710195, que recebe ligações apenas de telefone fixo, ou 3235-6140 para ligações feitas por aparelho celular. Nestes mesmos números podem ser denunciados casos de desperdício.

O cronograma atual do rodízio também está disponível no site do Departamento.