Comunidades quilombolas começam a ser imunizadas contra a Covid-19 no estado de SP

  • Lucca Willians

Benedita, 77, e Benedito, 66, foram os dois primeiros quilombolas da comunidade Ivaporunduva vacinados na manhã deste sábado (23)

O Governador João Doria participou da vacinação contra a COVID-19 na comunidade Quilombo Ivaporunduva, em Eldorado, cidade do Vale do Ribeira

"Os quilombolas serão vacinados, assim como os indígenas. É um ato humanitário, é um gesto correto da ciência e da saúde imunizar os indígenas do nosso Estado e a comunidade quilombola", disse Doria.

A primeira a receber a dose do imunizante foi a Sra. Benedita que aos 77 anos, mantém o bom humor e a positividade. "Nós queremos saúde. Já estamos cansados desse combate da doença. Sinto saudade de quando podia estar na igreja, rezando, ir na casa dos amigos. Agora é mais difícil, tem que usar máscara e álcool", comenta dona Benedita, sorrindo por trás da máscara e segurando uma sacola plástica com um vidro de álcool na mão.

Ela mora com dois filhos e três netos, e minutos antes da vacina, contou ao Governador o "segredo da vida": "eu não esquento a cabeça, não. E quero chegar aos cem", afirma.

"Ditão", como é conhecido o Sr. Benedito Alves da Silva, foi vacinado na sequência. Ele completará 66 anos no dia 11 de fevereiro e foi aplaudido antecipadamente pelo aniversário. Integra a coordenação da associação da comunidade e destaca a relevância da iniciativa.

"É muito importante essa vacina, não só para o Quilombo de Ivaporunduva, mas para todas as comunidades quilombolas do nosso estado. É uma doença devastadora. Então, é muito importante que essa vacina venha para a gente poder retomar o nosso trabalho, a nossa roça, a nossa conversa no final da tarde".

Localizada numa área de 2,8 mil hectares onde predomina o cultivo de bananas orgânicas, a comunidade possui cerca de 300 quilombolas com mais de 18 anos imunizados por meio desta iniciativa, que mobiliza 15 profissionais de Enfermagem da rede pública de saúde.

O Governo de São Paulo determinou a inclusão dos quilombolas entre os grupos prioritários da primeira fase do Plano Estadual de Imunização (PEI), do Governo do Estado de São Paulo. Este público não estava previsto pelo Programa Nacional de Imunizações (PNI), do Ministério da Saúde, para a etapa inicial da campanha.

À região do Vale do Ribeira, foram enviadas 2,7 mil doses para início da campanha. Neste primeiro momento, profissionais de saúde, idosos com mais de 60 anos e pessoas com deficiência com mais de 18 anos vivendo em instituições de longa permanência, indígenas aldeados e quilombolas receberão as doses, com o apoio de equipes da atenção primária do SUS, segundo as estratégias adequadas ao cenário local.

No Vale, os serviços de saúde municipais são responsáveis pelas estratégias de vacinação para alcançar mais de mil famílias de comunidades quilombolas localizadas nos municípios de Iporanga, Cananéia, Itaoca, Barra do Turvo, Miracatu, Iguape, Eldorado, Jacupiranga e Registro.

A divisão das grades para as 645 cidades de SP foi baseada no quantitativo proporcional de vacinas previsto para São Paulo conforme o PNI. O total de 1,5 milhão de doses é a referência para trabalhadores de saúde baseado na última campanha de vacinação contra a gripe. Esta mesma referência é utilizada para cálculo das grades regionais e para cada cidade.

A campanha de imunização contra a COVID-19 em São Paulo será desenvolvida segundo a disponibilidade das remessas do órgão federal. À medida que o Ministério da Saúde viabilizar mais doses, as novas etapas do cronograma e públicos-alvo da campanha de vacinação contra a COVID-19 serão divulgadas pelo Governo de São Paulo.

Vacinômetro

A Secretaria de Comunicação do Estado de São Paulo lançou o "Vacinômetro", ferramenta digital, desenvolvida em parceria com a Prodesp, que permite a qualquer pessoa acompanhar em tempo real o número de vacinados no estado. O "Vacinômetro" está disponível no portal do Governo de São Paulo (https://www.saopaulo.sp.gov.br/).

A ferramenta será alimentada diretamente com as informações do "Vacivida", plataforma digital integrada para monitorar toda a campanha de vacinação contra a COVID-19. Para garantir ainda mais transparência ao processo de imunização, os posts dos perfis oficiais do Governo do Estado de São Paulo também irão repercutir, diariamente, o número de vacinados no estado com base nos dados atualizados do "Vacinômetro".