Comissão de Saúde da Câmara oficia Ministério Público por déficit de leitos hospitalares

  • Lucca Willians

Em meio à pandemia do novo coronavírus, 51 pacientes com outras patologias aguardavam por internações nesta segunda-feira

A Comissão de Saúde da Câmara Municipal oficiou o Promotor de Justiça Enilson Komono, do Ministério Público de São Paulo, pedindo a tomada de providências junto ao Governo do Estado, dentro de suas prerrogativas legais, visando a ampliação de leitos hospitalares públicos em Bauru.

O documento sugere como medida a ativação plena do Hospital das Clínicas, onde foram abertos somente 40 vagas de enfermaria.

Na unidade, de acordo com a presidente da comissão, vereadora Telma Gobbi (PP), e do membro Coronel Meira (PSL), poderiam ser assistidos pacientes com COVID-19 e também com outras patologias.

“O déficit por vagas de internação em Bauru já existia, ficando ainda mais evidente na pandemia”, apontam os parlamentares.

No dia 17 de agosto, por exemplo, 51 pacientes, com outras doenças – que não COVID-19 - esperavam por leitos hospitalares para diferentes especialidades. Um deles aguardava há 14 dias por internação na área de psiquiatria.

Por outro lado, no Hospital Estadual, a taxa de ocupação nos 56 leitos de UTI era de 96%, sendo 27 pacientes de Bauru e outros 27 da região.