Câmara apresenta sugestões complementares para obras na Praça do Relógio

  • Lucca Willians

Em reunião da Comissão de Obras, Serviços Públicos e Transportes na manhã desta quarta-feira (09), a administração municipal informou que a adequação completa do sistema viário na chamada Praça do Relógio deve ser concluída em 90 dias.

A execução das intervenções estruturais foi iniciada ontem por funcionários da Secretaria de Obras, com a abertura da avenida Ambleto Bertolucci. Saiba mais

O objetivo da ação é mitigar os gargalos de tráfego no entorno da rotatória, que interliga o prolongamento da avenida Duque de Caxias a regiões populosas da cidade, como a Vila Independência e a Vila Falcão.

Nos primeiros 60 dias do prazo previsto pelo governo, as obras devem ser concluídas. No mês restante, a Emdurb deve fazer sua parte, que inclui a instalação de dispositivos semafóricos.

Drive-thru

Ainda não se concretizou o processo de análise para a instalação do drive-thru de uma rede de fast food às margens da rotatória.

Os empreendedores ainda não entregaram as projeções sobre o fluxo de veículos no estabelecimento nem o Relatório de Impacto de Trânsito (RIT).

Modificações sugeridas pela Secretaria de Planejamento (Seplan), entretanto, já foram atendidas pela empresa que pleiteia a construção no local.

Entre as alterações, está o ponto de acesso, que não mais será em nenhuma das vias principais que circundam a região, com o intuito de evitar o chamado "rabo de fila".

Sugestões

Presidente da Comissão de Obras, Serviços Públicos e Transportes, o vereador Mané Losila (MDB) apresentou sugestões coletadas junto à moradores da região, que podem complementar o projeto da administração.

Uma delas diz respeito à abertura da rua Teisho Tokuhara, que viabilizaria mais uma opção de acesso para desafogar a rotatória.

Ficou acordado que será analisada a possibilidade de inclusão desta intervenção como contrapartida da rede de fast food em caso de confirmação do empreendimento.

A segunda pede celeridade no recapeamento da avenida Bernardino de Campos.

Participaram os secretários Sidnei Rodrigues e Rafael Rosalim, de Obras e do Desenvolvimento Econômico; Natasha Lamônica Moinhos pela Seplan; e o gerente de Planejamento e Sinalização da Emdurb, Aníbal Ramalho.