Audiência pública discute corte de verbas do Estado para hospitais de Bauru

  • Jamile Diniz

Em 2021, a Secretaria de Estado da Saúde cortou R$ 23.317.451 do valor repassado à Famesp, que, em Bauru, administra o Hospital Estadual (HE), o Ambulatório Médico de Especialidades (AME), o Hospital de Base (HB) e a Maternidade Santa Isabel.

Para debater os cortes, o vereador Eduardo Borgo (PSL) propôs uma audiência pública nesta terça-feira (09). O parlamentar, que também é advogado, associa a redução dos repasses ao fechamento do comércio durante a pandemia, visto que o dinheiro deixa de circular e prejudica a arrecadação do Estado.

A Secretaria de Estado da Saúde, por sua vez, informa que tem trabalhado na ativação de leitos na região de Bauru e que mais 10 vagas de enfermaria já foram abertas no Hospital das Clínicas. Outras 10 também serão disponibilizadas ainda em fevereiro.

Na audiência desta terça, que terá início às 14h e ocorrerá de forma virtual, serão discutidas as ações que Bauru tomará para suprir os cortes estaduais na área da saúde. Estarão presentes os secretários municipais de Finanças, Everton de Araújo Basílio, e de Saúde, Orlando Costa Dias, além da prefeita Suéllen Rosim.