Vereador Borgo aponta provável irregularidade na gigante da celulose