Professor bauruense comenta a retomada do poder no Afeganistão pelo Talibã