Irregularidades entre prefeitura e Fersb podem chegar a R$ 2 milhões

Foto: Priscila Medeiros