Por meio de nota, Noroeste comunica encerramento de suas atividades em 2020

  • Lucas Rocha

Foto: Bruno Freitas/EC Noroeste

O Noroeste se posicionou na tarde desta quarta-feira (3) quanto a retomada de seus trabalhos no ano de 2020, após o brilhante início de A3, somando 26 pontos em 11 jogos, o clube vinha encontrando dificuldades para arcar com os salários de seus jogadores e funcionários em meio a pandemia, além de ter sofrido corte de sua energia por conta da falta de pagamentos.

Confira a nota na íntegra:

Clube líder e com a melhor campanha da Série A3 do Paulista, único já classificado, encerra todos os contratos por tempo indeterminado; Norusca não aceita retorno de forma deficitária, sem segurança sanitária e espera bom senso da Federação.


O peso da quarentena provocada pela pandemia de coronavírus, somado com inexistência de receita e o não retorno do Campeonato Paulista, traz sequelas na subsistência dos clubes da Série A3. Para o Noroeste, líder isolado da divisão, dono da melhor campanha, único classificado e com o maior público, não é3 diferente.

O clube comunica, nesta quarta-feira (3), que está suspendendo totalmente suas atividades e fechando a sede por tempo indeterminado. Todos os 51 profissionais do clube terão seus contratos encerrados (ou não renovados). O motivo é falta de recurso, além de um campeonato que não tem data para retorno e já deveria ter sido encerrado. Se despedem do clube todos os jogadores do atual elenco, cujas datas de 90% dos contratos expiraram em maio, a comissão técnica, profissionais de manutenção, cozinha, lavanderia, vigilância, administrativo e comunicação. Todos notificados internamente.

As redes sociais do Norusca, que somam mais de 57,8 mil seguidores em Facebook e Instagram, também estarão congeladas a partir de amanhã, por tempo indeterminado.
A direção do clube vai providenciar vigilância terceirizada para preservar o patrimônio. A segunda parcela dos 50% dos salários acordados serão efetuados e depois os contratos serão formalmente rescindidos.