Secretaria de Saúde realizou ação de prevenção ao câncer de mama e colo do útero

  • Alex Silva

Ação aconteceu na Casa da Mulher e disponibilizou cerca de 100 consultas ginecológicas, além de exames para detecção das doenças (Foto: Divulgação | Prefeitura de Bauru)

A Secretaria de Saúde de Bauru realizou no último sábado (24) o Dia Rosa de consultas ginecológicas na Casa da Mulher, uma das ações que fazem parte da campanha Outubro Rosa. Segundo a prefeitura, a ação visa a prevenção e o diagnóstico precoce do câncer de mama e colo do útero.

De acordo com o informado pela secretaria, foram disponibilizadas cerca de 100 consultas ginecológicas. Durante a consulta houve avaliação das mamas e as mulheres puderam, quando necessário, ser submetidas ao exame de mamografia para detecção de qualquer tipo de tumor nos seios.

Além do exame de prevenção ao câncer de mama, também foi realizado o papanicolau, exame que coleta as células do útero para serem analisadas em laboratório e por fim detectar se há lesões ou alterações no tecido uterino que podem levar ao câncer no colo do útero. Os resultados deste exame poderão ser retirados na Casa da Mulher após 30 dias de sua realização.

"É extremamente importante que esses exames sejam realizados periodicamente", afirma o ginecologista e secretário de saúde do município Dr. Sergio Henrique Antônio que indica que o diagnóstico precoce pode contribuir para o tratamento das doenças. "Quanto mais precocemente for diagnosticado o câncer de mama ou câncer do colo do útero, maiores são as chances de cura. Hoje chegam em até 95% dos casos".

A Sociedade Brasileira de Mastologia (SBM) recomenda que mulheres acima de 40 anos realizem a mamografia uma vez a cada 12 meses. Já o papanicolau deve ser realizado por mulheres acima dos 25 anos com vida sexualmente ativa. O Ministério da Saúde recomenda que o exame seja feito por dois anos consecutivos, e em caso de resultado negativo, é recomendável que ele continue sendo realizado de três em três anos.

O câncer de mama e do colo do útero estão entre os três tipos que mais atingem o gênero feminino no Brasil. Segundo o Instituto Nacional do Câncer (INCA), o câncer de mama é o que mais atinge as mulheres com aproximadamente 66.2 mil casos detectados somente em 2020, com uma incidência de 29,7%. O câncer do colo do útero é o terceiro com aproximadamente 16.7 mil casos detectados e uma incidência de 7,5%, ficando atrás dos casos de tumores no cólon e reto.

Sintomas aparentes podem servir como sinal de alerta para presença do câncer

Os dois tipos de câncer tendem a se manifestar de forma sintomática no corpo das mulheres. No caso do câncer de mama, o Dr. Sergio Henrique alerta que qualquer alteração nas mamas como presença de caroços ou até mesmo secreções podem ser indicativos da doença. Já o câncer do colo do útero pode se manifestar por meio de secreções vaginais com forte odor, sangramento fora do período menstrual e fortes dores na região pélvica.

O Dr. Sérgio chama a atenção para as consequências que podem ser causadas pelos tumores nessas regiões do corpo. Em casos mais graves pode ser necessária a retirada da mama ou do colo do útero para que o tumor não se espalhe para outros órgãos. Além disso, quando há a retirada do colo do útero, a mulher não pode mais engravidar.

Em ambos os casos, se não houver o tratamento adequado, as doenças podem se agravar e até levar a morte. Portanto, ao sentir qualquer um dos sintomas relatados anteriormente, procure a unidade de saúde mais próxima ou um médico ginecologista.