Prefeitura de Bauru assina convênio para a construção de 500 moradias populares no município

  • Lucca Willians

Bauru será um dos primeiros municípios paulistas contemplados com o Programa Nossa Casa – Preço Social. O convênio foi assinado pelo Prefeito Gazzetta nesta terça-feira (30) em evento virtual com o Secretário Estadual de Habitação Flávio Amary e com mais 13 prefeitos.

Nessa modalidade do Programa, denominada “Preço Social”, a Prefeitura disponibilizará o terreno e o Governo do Estado aplicará subsídios de até 20 milhões de reais. As moradias serão destinadas para famílias com renda de até 3 salários mínimos e os descontos podem chegar a mais de 60 mil reais por moradia.

“Essa é mais uma conquista histórica para Bauru. Desde o início deste governo estamos trabalhando para ampliar a oferta de moradias sociais na cidade. Conseguimos trazer muitos empreendimentos privados, que somam mais de 20 mil novas moradias, cujas obras já começam a mudar a paisagem de bairros da cidade. E agora conseguimos mais 500 casas, que representa o número máximo autorizado pelo Estado para cada Município, desta vez em terreno público e com subsídio ampliado, e que ainda resolverá um problema urbanístico antigo, dando uso a uma área municipal que ficou abandonada por décadas”, comenta o Prefeito Gazzetta.

O terreno que receberá a construção das moradias localiza-se na região norte da cidade, próximo ao Isaura Pitta Garms. Em 2019, com o apoio da Câmara Municipal, a Prefeitura conseguiu alterar a sua destinação para autorizá-lo a receber habitação social.

A Prefeitura chegou a lançar um edital de licitação para implantação de empreendimento no local mas, após reunião com o Governo do Estado e a sinalização de que poderíamos desenvolver um projeto em parceria, com subsídio do Estado, a Prefeitura optou por suspender a licitação e trabalhar em conjunto com o Estado neste importante projeto para a cidade.

“Estamos participando desse projeto desde a sua concepção. Conseguimos ampliar a oferta de unidades para a nossa cidade e incluir na Resolução Estadual a ampliação da demanda à população vulnerável”, observa a Secretária de Planejamento, Letícia Kirchner. Famílias inscritas no Programa Casa & Cidadania da Prefeitura de Bauru e que se enquadrem em situação de vulnerabilidade terão prioridade de atendimento.

Também haverá reserva de casas para famílias com idosos, pessoas com deficiência, policiais civis e militares e agentes de segurança e escolta penitenciária.

Os imóveis poderão ser financiados pelos beneficiários. O valor de cada moradia, a ser pago em parcelas, será de aproximadamente R$ 60 mil ou até menos, caso sejam obtidos subsídios adicionais do programa federal Minha Casa Minha Vida.