Polícia Civil faz operação em Bauru contra quadrilha especializada em roubo de caminhões

  • Welinton Barros

Quadrilha com 6 integrantes foi apreendida no Vale do Igapó; um caminhoneiro que era feito refém foi libertado pelos policiais (Foto: Luiz Pereira | Jovem Pan News Bauru)

A Polícia Civil, através da 1ª Delegacia de Investigações Gerais do DEIC de Bauru, deflagrou operação na tarde desta quinta-feira (5), contra uma quadrilha especializada em roubo de caminhões. A ação ocorreu em uma chácara no Vale do Igapó e resultou na prisão de 6 integrantes do grupo. Um caminhoneiro era mantido refém e foi libertado após a chegada dos policiais.

Segundo o delegado Cledson Nascimento, responsável pela operação, a polícia foi acionada por volta das 19h de quarta-feira (4) pelo grupo anti-sequestro da Polícia Civil do estado do Paraná, após familiares de um caminhoneiro do município de Terra Boa, relatarem que haviam perdido contato com o homem, que teria vindo a Bauru para buscar um frete.

A polícia apurou que o caminhoneiro havia sido contratado para prestar o serviço através de um aplicativo, por uma empresa de Bauru. No contato a empresa ofertava um transporte de carga a um município do Paraná, estado de origem do profissional.

O próprio grupo anti-sequestro da polícia do Paraná entrou em contato com a empresa bauruense citada, que informou não contratar serviços de caminhoneiros terceirizados, indicando, portanto, que o suposto frete seria apenas uma forma de atrair o caminhoneiro para a ação criminosa.

Com base nessas informações a Polícia Civil de Bauru iniciou um trabalho de investigação, com apoio das polícias Militar e Rodoviária.

Por volta de 22h de quarta-feira, os policiais foram informados que dois caminhoneiros – um do Paraná e outro do município de Bebedouro -, haviam sido abandonados entre Agudos e Lençóis Paulista e que as vítimas teriam passado o dia todo dentro de um cativeiro. De acordo com os relatos policiais, os dois caminhoneiros só foram libertados após os criminosos afirmarem que os dois caminhões roubados já estariam em Ponta Porã (MS), região de fronteira com o Paraguai.

A ação orquestrada do grupo chamou a atenção dos policiais. Os homens atraíram os motoristas até as proximidades da empresa citada no aplicativo para frete e depois alegavam, via aplicativo, que funcionários da empresa iriam auxiliar no momento de carga do caminhão.

Era nessa hora que os homens apareciam, com coletes e vestimentas aparentando, de fato, serem funcionários da empresa e anunciavam o roubo. Os criminosos faziam os caminhoneiros reféns, levavam as vítimas à chácara no Vale do Igapó e depois, parte do grupo fugia com os veículos enquanto os demais mantinham os motoristas em cárcere privado.

A operação

Após coletar as informações prestadas pelas duas primeiras vítimas nesta quinta-feira, os policiais montaram uma operação estratégica de monitoramento da chácara. Isso porque os dois caminhoneiros informaram os locais onde haviam sido abordados e depois onde eram mantidos como reféns.

Os policiais concentraram a investigação na região das chácaras no Vale do Igapó e identificaram o local. Ao abordar um dos indivíduos, que deixou a chácara em um veículo com placas de Campinas, os policiais desconfiaram da versão contada por ele e resolveram ir até o imóvel onde o suspeito afirmou estar hospedado.

No local a polícia encontrou cinco comparsas, armados com dois revólveres, além de uma das vítimas, que também era do Paraná e que era mantida como refém pelos criminosos no momento da chegada dos policiais. Pertences dos outros outros caminhoneiros também foram encontrados no local. O caminhoneiro mantido como refém foi libertado pelos policiais sem ferimentos.

Os seis indivíduos foram presos em flagrante e encaminhadas ao Plantão Policial. A polícia investiga agora a participação dos homens em outros crimes semelhantes praticados no litoral paulista.

Ainda segundo o delegado Cledson Nascimento, um dos veículos roubados já foi localizado pela polícia paranaense no município de Sertaneja (PR). Outros dois indivíduos que estavam com o caminhão também foram presos.

Operação da Polícia Civil deflagrada no Vale do Igapó em Bauru (Foto: Luiz Pereira | Jovem Pan News Bauru)